Professor de idiomas não é dicionário ambulante

“Professor, como se diz presilha em inglês?” E isso no meio de uma aula sobre diferenças culturais. Já perdi a conta de quantas vezes me fizeram perguntas fora de contexto nesses mais de 20 anos de aulas e consultoria. A sensação é estranha. Você está concentrado num assunto e, de repente, seu cérebro é obrigado a mudar completamente de foco e você começa a vasculhar as “gavetas” em que seu vocabulário estão armazenadas para ver se encontra a tal palavra em inglês. Desafio, curiosidade, necessidade? Como definir o sentimento por trás de uma pergunta fora de contexto? E o que responder se você vasculhou todas as gavetas e não encontrou a resposta? Este vídeo mostra o que fazer nessas situações, e um pouco mais. Já obteve mais de 8.000 views no Youtube até hoje. Quem sabe não aumentamos esse número.

Uma resposta para “Professor de idiomas não é dicionário ambulante

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s